O reconhecimento público pelo trabalho de excelência que vem realizando em Sergipe, em prol da educação pública. Foi com esse objetivo que o Governo do Estado homenageou com  a outorga da medalha “Ordem do Mérito Aperipê”, no grau de Grande Oficial, entidades parceiras, durante solenidade realizada no Palácio Olímpio Campos, na última quarta-feira, 21. Referenciadas pelo trabalho que desenvolvem no Estado, com projetos que contribuem para a melhoria da educação, foram homenageadas sete instituições: Instituto Sonho Grande, Itaú BBA, Instituto Natura, Fundação Telefônica Vivo, Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), Fundação Lemann e Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), esse último em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) e responsável por desenvolver soluções inovadoras em Santa Luzia do Itanhy, um dos municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado.

Fundado em São Paulo, no ano de 2003, o IPTI é uma instituição de ciência, tecnologia e inovação, privada, com fins não econômicos e que desde 2006 iniciou diálogos com o Governo de Sergipe, com o intuito de instalar no Estado um centro de tecnologias sociais, associado a uma promoção de desenvolvimento social e econômico, com base numa integração entre arte, ciência e tecnologia. Entre as várias iniciativas desenvolvidas em Sergipe, o IPTI busca através    do projeto “Somos” aperfeiçoar a qualidade do ensino fundamental, principalmente nos anos iniciais, em 14 municípios sergipanos. O projeto atende 129 escolas estaduais e municipais, está capacitando 338 professores e atendendo mais de seis mil estudantes do 1º ao 3º ano do ensino fundamental.

O coordenador do IPTI em Sergipe, Saulo Barretto, agradeceu a homenagem e destacou que o instituto está desenvolvendo as tecnologias em Santa Luzia do Itanhy, para depois dar escala aos demais. “É um município muito pobre e verificamos que se funciona lá, em tese pode funcionar em qualquer outro município. Daí o governador Jackson Barreto e os secretários nos convidaram para levar essas tecnologias para as localidades do Baixo São Francisco. Estamos fazendo isso desde 2016 com um modelo que mostra que a escola que faz bem feito vira reaplicadora para as demais”, destacou.  “O Projeto Somos apresenta essa idéia de reerguer a esperança, mas não de uma forma abstrata e sim a partir da experiência vivida por algumas professoras que passam essa informação adiante e vão criando uma onda positiva de esperança para a educação pública”, disse.

Para o secretário José Augusto Carvalho (Sedetec), a parceria entre o Governo do Estado e todos os institutos homenageados tem sido decisiva para a melhoria da educação de Sergipe. “Em particular ressalto a iniciativa do IPTI, que é próximo da Sedetec e apresenta diversos diferenciais, oferecendo para os jovens não só uma educação formal,  como também nas artes, inclusive proporcionando que o trabalho delas fosse reconhecido por uma famosa grife de moda no Brasil”, disse se referindo a empresa Morena Rosa que usou desenhos desenvolvidos por jovens assistidos em Santa Luzia do Itanhy, para estampar camisetas em uma de suas coleções. “Isso demonstra o trabalho sério, perseverante e de qualidade desenvolvido pelo IPTI e que só enaltece o crescimento profissional desses estudantes”, ressaltou o secretário.